+ infoAcontecer
Portugal
Uma iniciativa dos Médicos Sem Fronteiras
Médicos voluntários relatam experiências no combate ao ébola
Texto J.B. | Foto MSF | 15/10/2019 | 15:42
Profissionais que enfrentaram a epidemia na República Democrática do Congo vão dar o seu testemunho no Porto, após a exibição de um documentário sobre a doença
imagem

O multi-evento «Conexões» está em marcha na cidade do Porto, por iniciativa dos Médicos Sem Fronteiras (MSF). O objetivo é «reforçar a ligação» da sociedade à ajuda humanitária que os MSF prestam em 74 países. O multi-evento decorre ao longo dos meses de outubro e novembro, e engloba uma exposição, momentos de debate e outras dinâmicas, todas elas com entrada gratuita.

 

Neste âmbito é possível visitar a exposição «Da ação à palavra», patente no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, até 8 de novembro. A mostra apresenta a história dos MSF e o seu trabalho em vários pontos do globo: Etiópia, Somália, Ruanda, Bósnia, Tchetchénia, Iémen, Haiti e Mar Mediterrâneo.

 

O mesmo espaço que acolhe a mostra será um local para conversar com profissionais dos Médicos Sem Fronteiras, e para abordar as possibilidades de ingresso na organização médica internacional. A sessão de informação e recrutamento está agendada para o próximo dia 24 de outubro, pelas 17h30.

 

A 11 de novembro passa a película «Affliction», um documentário gravado durante a maior epidemia de ébola na África Ocidental. O filme apresenta chefes de aldeia, pacientes, sobreviventes e trabalhadores humanitários a dar conta do medo, da rejeição, do estigma, do impacto da quarentena, da mortalidade, das falhas na resposta da comunidade internacional e da falta de tratamento médico adequado para o ébola.

 

O filme será exibido no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, no Porto, às 18h30. Após a exibição do documentário terá lugar uma «conversa aberta» com profissionais portugueses dos MSF - Cecília Hirata, médica, e Luís Medina, logístico - «recém-chegados de missão no combate ao ébola na República Democrática do Congo».

 

O último fim de semana foi uma ocasião para a mesa redonda «Diálogos sem fronteiras», conforme indicam os promotores deste multi-evento. A iniciativa abordou fluxos migratórios, operações de buscas e salvamento no Mar Mediterrâneo, e assistência a venezuelanos em Roraima, no Brasil.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.