+ infoAcontecer
Mundo
Bispos do Quénia lançam campanha anti-corrupção
Texto F.P. | Foto Conferência Episcopal do Quénia | 08/11/2019 | 10:27
Conferência Episcopal decidiu proibir os donativos em dinheiro, aceitando apenas as ofertas realizadas por transferência bancária para evitar o recebimento de valores de origem duvidosa
imagem
Os bispos do Quénia lançaram uma campanha contra a corrupção, que durará seis meses, e que, entre outras medidas, proíbe o recebimento de donativos em dinheiro, admitindo apenas as doações efetuadas por transferência eletrónica para rastrear os benfeitores e evitar a entrega de dinheiro de origem duvidosa.

A iniciativa, batizada com o nome «Rompamos as cadeias da corrupção», é apresentada como uma atividade educativa e de oração, e uma contribuição da Conferência Episcopal do Quénia na luta contra um mal que os bispos classificam como «uma podridão do coração».

Na apresentação da campanha, realizada no Santuário de Subukia, foi divulgada também uma oração associada à iniciativa: «Pai que estás no céu. Abençoaste o nosso país com enormes recursos humanos e naturais para serem usados em honra e glória e para o bem-estar de cada queniano. Estamos profundamente tristes pelo uso incorreto destes dons e bênçãos através da corrupção, e por isso muita da nossa gente está com fome, doente, sem casa e deslocada, ignorante e indefesa. Pai, só tu podes curar-nos desta enfermidade que conduz à morte. Te rezamos humildemente, para que toques as nossas vidas e as dos nossos líderes para que possamos entender que a corrupção é má e comprometer-nos a trabalhar duro para eliminá-la», cita a agência Fides.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.