+ infoAcontecer
Mundo
Brasil acusado de falhar na proteção de crianças venezuelanas
Texto F.P. | Foto Jaime C. Patias | 06/12/2019 | 07:01
Organização de defesa dos direitos humanos considera que as autoridades brasileiras não estão a proteger adequadamente as crianças e adolescentes desacompanhadas que fogem da Venezuela
imagem
A organização não governamental Human Rights Watch (HRW) emitiu um comunicado onde acusa as autoridades brasileiras de estarem a falhar na proteção de crianças e adolescentes que fogem sozinhos da Venezuela e procuram refúgio no Brasil. Entre maio e novembro, mais de 500 menores desacompanhados atravessaram a fronteira e chegaram ao estado de Roraima.

Segundo a HRW, cerca de 90 por cento destes jovens têm entre 13 e 17 anos e viajaram sozinhos ou com um adulto que não é seu familiar ou responsável legal. «Ainda que as autoridades brasileiras estejam a fazer um grande esforço para acolher as centenas de venezuelanos que chegam ao Brasil a cada dia, não estão a dar a essas crianças e adolescentes a proteção urgente que precisam», sublinham os ativistas.

A emergência humanitária na Venezuela está a levar crianças e adolescentes a partirem sozinhos, muitos em busca de comida ou serviços de saúde, mas após a entrevista de entrada no Brasil, «não existe um sistema para monitorizar e ajudar» estes menores, alerta a HRW, adiantando que muitos deles acabam a viver nas ruas, «onde ficam particularmente vulneráveis a abusos ou ao recrutamento por fações criminosas».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.